sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Poemas de Natal para recitar

Celebrar o Natal

Celebrar o natal é celebrar a vida
É anunciar a boa notícia
É contemplar o nascimento de Jesus Cristo
É estar de bem com a sua família Celebrar o natal é celebrar a partilha
É ajudar as pessoas excluídas
É vivenciar a palavra de Deus
É comemorar as conquistas
Celebrar o natal é celebrar as maravilhas
É o reino de Deus que se aproxima
É renunciar a si mesmo
É relembrar que Deus tem um plano em sua vida
Celebrar o natal é celebrar a alegria
É ter o Messias como presente
É acolher os amigos e inimigos
É seguir um caminho diferente
Celebrar o natal é celebrar o Onipotente
É rejeitar a escravidão do pecado
É amar o próximo como a si mesmo
É fazer de tudo, para que Deus seja exaltado.


de Sidney Alves das Virgens



Papai Noel

Na árvore que a mamãe enfeitou,
deixei um bilhetinho,
será que ele encontrou?
Estou falando do bom velhinho.
Pedi na minha cartinha,
um pacotinho de alegria,
para tirar a tristeza,
da casa do meu amiguinho.
Pedi um pacotão de amor,
porque achei mais prudente,
não sei se ele pode trazer flor.
Vou dar amor de presente.
Ficou extensa minha carta, sim...
será que terá tempo de ler,
pois somente no finalzinho,
pedi um presente para mim.
Uma boneca de pano,
aquela que nasceu por engano,
que ninguém queria fazer.
Com retalhos coloridos,
e um laço no vestido,
eu gostaria de ter.
Se Papai Noel, tiver tempo,
e conseguir me atender,
teremos um lindo dia,
com saúde e prosperidade
paz e muita alegria,
sem tristezas e sem maldade.
E o bom velhinho sorrindo,
quando estiver partindo,
sentirá no coração:
Que valeu a pena
atender minha oração.
Verá que o mundo fica lindo
sem guerras e destruição!
E para todas as pessoas,
pedi um presente especial,
que todos estejam felizes,
quando chegar o Natal.


de Silvia Cristina Martins Trevisani


Feliz Natal

Como viver as fantasias
De uma noite de natal?
Se em muitos lares
As mesas estão vazias
Sem um pão para cear,
Como dizer a alguém feliz natal?
Se em sua alma não existe mais esta alegria
Quando ferida pelos motivos do viver.
O sofrer na apostasia desanima até Noel
Da realidade que figura como um presépio original
Desta árvore com muitas lâmpadas queimadas
Do sobre natural que nunca vai acontecer.
Prosperidade, paz e harmonia
É tudo o que desejam oferecer,
Mas esta mensagem fica tão vazia
Para dizer neste dia especial
Pois a verdade muitas vezes contraria
A nossa forma de viver.
Pense, existe alguém precisando do seu presente
Em forma de sorriso, ou de abraço
Com um laço mais forte de amor fraternal,
Abra a sua porta e deixe entrar este pobre ser carente
Para desfrutar do melhor que tem a oferecer.
E com certeza será você amigo, o maior presente
Que alguém haverá de receber.
Nasceu Jesus o filho de Deus.
Nasceu o amor,
Feliz natal!


de Cesar Moura


Minha árvore de Natal

Este ano com calma e paciência,
Vou armar minha Árvore de Natal.
A Jesus a Razão da minha festa,
Já orei pra que desse o sinal. Como base sólida vou usar,
O amor de Deus que é infinito,
Os enfeites serão muito diferentes,
Pra tornar meu projeto mais bonito.
Como luzes, usarei a luz do sol,
Pois cintila muito forte sobre o dia,
Tem também o lindo clarão da lua,
Que à noite seus reflexos irradia.
Nesta Árvore com afinco vou colar,
Carinho, amizade e compaixão,
Caridade, afeto e humildade,
Como estrela, botarei meu coração.
Justiça social e igualdade,
Muita fé, orações e um amém,
Mesa farta pão e vinho para todos,
Essencialmente para aqueles que não têm.
Felicidade, sorriso e mil abraços,
Fraternos cheios de toda harmonia,
Mãos atadas pelos laços da irmandade,
Tudo mais que nos traga a alegria.
Lá no cume da Árvore vou usar,
Uma imagem do meu Menino Jesus,
Em Seu Berço humilde onde nasceu,
Pra na Árvore irradiar Sua Luz.
Algodão retirado lá das nuvens,
Pisca-pisca de estrelas, mais de mil,
Muitas cores transportadas lá do céu,
Entre outras, muito azul da cor de anil.
Terminei a minha Árvore ilusória,
Rendo Graças a Deus com humildade,
Ergo os olhos pro céu e peço firme:
Ó Jesus torne a Árvore de verdade.
Por fim, grito forte aos quatro cantos,
Desejando de maneira original,
Parabéns, Ó Jesus por mais um ano,
Para todos os irmãos: FELIZ NATAL!

de Vicente Alencar Ribeiro



Natal!

Porque será que o Natal mudou tanto?
Onde ficou todo o encanto,
Das famílias reunidas,
Das emoções compartilhadas,
Dos abraços apertados
Até beijos apressados?
Hoje, todos estão absorvidos
Em consumismos desenfreados,
Até carnaval
Se preparam para o Natal!
Mas acho, na minha simples conjuntura
Que está se perdendo a maior das culturas
Aquela em que no Natal
Era para celebrar
O aniversário e lembrar
Que o início da Cristandade
Se deu numa simplicidade,
Quando Deus decidiu nos ajudar,
Nos salvar, não só a alma
Mas nas adversidades ter calma,
E a tudo poder vencer.
Somos ingratos,
Substituímos o filho de Deus
Por papai noel,veadinhos,trenós
E ele, Pobrezinho,
Está escondidinho,
Em alguns fundos, esquecido
Em poucas igrejas, quase escondido.
Será que Deus está feliz?
Por isso, meu amigo(a)
Nem que seja por um segundo
Na noite de Natal
Deseje um Feliz Aniversário
Para Aquele que o ano inteiro,
Foi nosso companheiro,
Jesus!!! Que você tenha um Santo e Feliz Natal!


de Doracy Moreira Pacheco


2 comentários:

Alegria de viver disse...

Oi!! Passei aqui p/ retribuir sua visita. Estou te seguindo. Atémais.

Elis by Arte Bem Bolada disse...

Oi, passando pra agradecer o carinho, que bacana seu blog, achei muitos textos e poemas interessantes. Parabéns pelo cantinho.Bj

Postar um comentário

Faça uma blogueira feliz...Deixe seu comentário.
Bjs
Adriana Tavares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...